1.

Segurança viária na América Latina e Espanha

O número de acidentes de trânsito no mundo continua crescendo. Anualmente, 1,35 milhão de pessoas perdem a vida nas estradas, segundo o “Relatório de Status Global sobre Segurança no Trânsito 2018”, publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Isso resultou em governos e instituições direcionando recursos e importantes esforços para impedir essa situação.

Embora deva-se notar que as taxas de mortalidade por essa causa se estabilizaram, graças a alguns esforços feitos pelos países de renda média e alta, as mortes continuam a aumentar significativamente; por isso, é necessário tomar medidas mais eficazes, que realmente contribuam para a diminuição desses números alarmantes.

Mas por que é importante falar sobre isso? Como essas cifras afetam o desenvolvimento das cidades? As empresas podem fazer?

Vamos por partes.

A primeira coisa é reconhecer que tudo que diz respeito à preservação da vida humana e à sua segurança tem maior prioridade. Mas, além disso, a tendência das cidades que se desenvolvem de maneira inteligente é dar um alto valor à organização do tráfego, ao planejamento de veículos e, é claro, à mobilidade como um eixo que impulsiona a construção de melhores espaços de vida.

A esse respeito, grandes instituições e organizações internacionais compreenderam a importância da segurança no trânsito.

Isso atingiu um ponto tão relevante, que a Organização das Nações Unidas (ONU) colocou entre seus objetivos a segurança viária como parte de sua Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Sim, esse nível de relevância é dado a esse problema.

América Latina

Conforme detalhado peloInstituto Sul-americano de Governança da Saúde da União de Nações Sul-americanas (ISAG-Unasul), entre os pontos mais relevantes dessa agenda relacionados ao transporte, temos:

  • aumentar o uso de energia renovável no aquecimento e transporte;
  • investir em infraestrutura (transporte, irrigação, energia, tecnologia da informação e comunicações);
  • desenvolver cidades de oportunidades, com acesso a serviços básicos, como energia, moradia, transporte e facilidades maiores.

No entanto, além dos esforços, os números e conclusões atestam que ainda há muito trabalho a ser feito.

Segundo o Fórum Internacional dos Transportes (FIT), é necessário tomar medidas imediatas para minimizar o impacto dos acidentes de trânsito. O relatório»Benchmarking de segurança viária na América Latina» abrange alguns países da Unasul: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai.

«Na ausência de intervenções políticas específicas, a menos que haja investimento significativo e liderança forte, o número de mortes por acidentes de trânsito crescerá na América Latina durante a próxima década», ele especifica.

Espanha

Por sua vez, na Espanha, a realidade é um pouco mais animadora.

A informação dada pelo Ministério do Interior, em conjunto com a Direção Geral de Trânsito da Espanha,em seu relatório «As principais figuras dos acidentes rodoviários. Espanha 2017», trata disso:

«Durante o ano de 2017, os dados policiais relataram 102.233 acidentes com vítimas. Esses acidentes causaram 1.830 mortes no momento do acidente ou até 30 dias após o acidente. Além disso, 9.546 pessoas foram internadas em um hospital e 129.616 ficaram feridas, mas não hospitalizadas, segundo fontes policiais.

O número de acidentes de trânsito com vítimas diminuiu em 129 em comparação com o ano anterior. Em relação às vítimas, houve 20 mortes a mais do que em 2016, o que representa um aumento de 1%; 209 feridos hospitalizados a menos, ou seja, uma redução de 2%; e 1.019 feridos a menos não hospitalizados, uma redução de 1%”.

O problema da segurança no trânsito não tem impacto direto apenas nos indivíduos, mas também nas empresas; por isso, essa é uma realidade que elas devem enfrentar.

Por quê? Porque, se um funcionário sofre algum tipo de acidente durante seu trajeto casa—trabalho (ou vice-versa), isso conta como um acidente no trabalho, e é a organização que deve responder pelo funcionário que foi afetado.

Além do que, o único risco que um colaborador tem durante seu trajeto não é apenas o de sofrer um acidente de carro, já que ele também pode ser vítima de roubo ou pegar caminhos perigosos, então, é apropriado que os empregadores prestem atenção a isso.

2.

Segurança dos colaboradores durante o transporte

É impossível eliminar completamente os acidentes de trabalho. Desde as quedas no mesmo nível ou altura, contatos elétricos, cortes, perfurações, incêndios ou inconvenientes durante o trajeto para o local de trabalho (ou de volta para casa), os funcionários são expostos diariamente a uma série de eventos que podem trazer consigo alguns riscos.

Estimativas daOrganização Internacional do Trabalho indicam que, «a cada ano, cerca de 317 milhões de pessoas são vítimas de acidentes de trabalho no mundo, e 2,34 milhões de pessoas morrem devido a acidentes ou doenças ocupacionais».

É por isso que as empresas investem cada vez mais recursos e esforços para minimizar esses riscos, que trazem consigo um alto custo humano, mas que também influenciam negativamente a produção e o desenvolvimento econômico da organização.

Nesse sentido, a prevenção é a chave.

É assim que as organizações de hoje têm entendido a importância da segurança de seus funcionários, e devem implementar medidas para diminuir não só os acidentes, mas também os roubos, o aumento do estresse, doenças ocupacionais etc., e os benefícios que podem oferecer são muito importantes para alcançar esses objetivos.

Os planos de mobilidade implementados por algumas empresas permitem maior controle durante a movimentação de seu pessoal, aumentando a segurança, melhorando a produtividade, elevando o controle de seus processos e reduzindo custos associados a despesas médicas, seguros ou ausência de pessoal.

A transformação digital está permitindo que as empresas deem passos importantes em termos de implementação de medidas que contribuam para facilitar a vida do colaborador, pensando também que isso melhora os processos internos das organizações.

3.

Mobilidade, tecnologia e segurança viária

Estimativas da ONU Habitat preveem que, até o ano de 2050, cerca de 20 bilhões de viagens por dia podem ser feitas em todo o mundo. Um número impensável, se você não tomar medidas de ordem e planejamento que ajudem a encurtar os espaços, em vez de esticá-los — como está acontecendo.

Essa realidade está dando lugar à formação de novas maneiras de transporte ou, pelo menos, metodologias para fazê-lo. O planejamento das rotas de transporte, a redução das emissões de dióxido de carbono e o surgimento de alternativas que permitam o descongestionamento do tráfego são algumas das ações que devem ser tomadas no curto prazo para se obter os resultados esperados.

A Federação Ibero-americana de Associações de Vítimas contra a Violência no Trânsito (FICVI) também apoia a construção de um novo modelo de mobilidade (sustentável) que permita abandonar o padrão de transporte urbano baseado no carro particular.

Nesse sentido, o que se busca é evitar:

  • a poluição do ar;
  • o consumo excessivo de energia;
  • os efeitos na saúde;
  • a saturação de rotas de tráfego.

Estimaciones de la ONU Hábitat han determinado que para el año 2050 se podrían realizar alrededor de 20 mil millones de viajes al día en
todo el mundo. Una cifra impensable si no se toman medidas de orden y planificación que contribuyan a acortar los espacios, en vez de alargarlos -tal y como está sucediendo-.

Esta realidad está dando paso a la conformación de nuevas formas de traslado o al menos de metodologías para hacerlo. La planificación de las vías de transporte, la disminución de emisiones de dióxido de carbono y el surgimientos de nuevas alternativas que permitan descongestionar el tránsito son algunas de las acciones que deben ser tomadas en el corto plazo para poder obtener los resultados esperados.

La Federación Iberoamericana de Asociaciones de Víctimas contra la Violencia Vial (FICVI) también apoya la construcción de un nuevo modelo movilidad (sostenible) que permita decirle adiós al modelo de transporte urbano basado en el automóvil particular.

En este sentido, lo que se persigue es evitar:

  • La contaminación del aire.
  • El consumo excesivo de energía.
  • Saturación de las vías de circulación.
  • Entre otros.

As ações implementadas em favor dessa mudança de modelo, conforme indicado pela FICVI em seu site, permitiriam:

  • estabelecer um modelo de transporte público mais eficiente, para melhorar a competitividade do sistema produtivo;
  • melhorar a integração social dos cidadãos, proporcionando uma acessibilidade mais universal;
  • aumentar a qualidade de vida dos cidadãos;
  • não comprometer as condições de saúde dos cidadãos;
  • fornecer mais segurança nos deslocamentos.

Dessa forma, é evidente que a segurança nas viagens é um ponto que continua ganhando importância e que, para alcançá-la, é necessário realizar ações de mobilidade sustentável.

Para isso, o uso e o desenvolvimento de tecnologias é fundamental, especialmente por organizações e empresas que se tornaram um ator importante na conquista desses objetivos.

Concluindo: graças à tecnologia, é possível melhorar a mobilidade dos cidadãos, não só na sua ida para o trabalho, mas para qualquer caminho que desejem fazer, e isso, por sua vez, melhora os números relacionados à segurança viária.

É justamente a partir dessa ideia que as empresas passam a poder atribuir a solução em termos da segurança de seus colaboradores fazendo uso da tecnologia.

Empresas e mobilidade

Em geral, as companhias que transportam funcionários em meio privado entendem a importância de oferecer um serviço seguro e de qualidade a seus colaboradores, sob a ótica de que estes o merecem? Dificilmente.

Trabalhar em um ambiente que garanta a segurança é um fator que, sem dúvida, ajudará as organizações a alcançar maior sucesso e realização. O fato de o funcionário se sentir protegido impacta diretamente seu bem-estar, tendo como consequência um aumento em sua satisfação, motivação e produtividade.

Em um mundo cada vez mais exigente e que, em geral, requer respostas concretas e imediatas, as organizações devem promover iniciativas que gerem um ambiente de trabalho de qualidade e uma experiência mais satisfatória em geral.

Se o bem-estar e a segurança do colaborador não estão no DNA de uma organização — seja qual for seu tamanho —, eles não apenas terão mais dificuldade em alcançar as metas estabelecidas, mas também haverá pouca tolerância à frustração, menos eficiência e alta rotatividade de pessoal.

Um ambiente de trabalho seguro responde às políticas corporativas que visam melhorar a experiência, evitando acidentes no trabalho e promovendo espaços para que os funcionários tenham tempo livre. Isso embasa vários estudos internacionais que mostraram que o tempo de lazer é uma fonte de bem-estar psicológico que melhora o humor e aumenta a produtividade.

Para alcançar essa realidade, o plano de mobilidade adotado pela empresa desempenha um papel fundamental. Por quê? Porque é ele que define os objetivos, as estratégias e as ações a serem seguidas para melhorar esse processo, considerando sempre elementos como eficiência, sustentabilidade e segurança.

Um plano de mobilidade da empresa não apenas economiza tempo e dinheiro, mas também reduz o risco de acidentes e a incidência de doenças ocupacionais, como o estresse, eleva a pontualidade e aumenta consideravelmente a segurança do pessoal durante o trabalho e na ida e vinda do mesmo.

4.

O que considerar ao contratar uma empresa de transporte privado para colaboradores

Embora seja verdade que as corporações de transporte têm um certo foco na economia, controle e implementação de tecnologia em seus processos, a segurança nunca fica em segundo plano, pois é a maneira de gerar confiança na relação com as organizações.

Se as empresas estiverem interessadas em cuidar de seus funcionários, os provedores desse serviço também devem direcionar seus esforços para atingir essa meta.

Tomando isso como referência, há alguns fatores importantes a serem considerados ao contratar um parceiro para esse tipo de serviço. Confira.

Profissionalismo do motorista

É muito importante que essa organização tenha um processo de registro rigoroso para seus motoristas. De que adiantaria contar com uma empresa que deixa isso de lado, se, precisamente, o que você quer é ter um serviço seguro e de qualidade?

A realização de testes e, até mesmo, a verificação de possíveis registros criminais são essenciais.

A possibilidade de conhecer o motorista

Ter a opção de identificar o motorista de cada viagem é crucial. Conhecer seu nome, fotografia e registro do carro e ter a opção de contatá-lo são, sem dúvida, um diferencial na busca pelo melhor aliado.

Veículos de alta qualidade

A empresa que você deseja contratar deve ter, no mínimo, um padrão para o registro de seus carros. Esse requisito contribui para fornecer uma experiência melhor para os usuários que são transportados.

Controle total das viagens feitas

A geolocalização do veículo e, consequentemente, dos funcionários da sua empresa permite que outras pessoas acessem informações valiosas sobre a viagem. Se o parceiro que você deseja contratar oferecer essa possibilidade, você estará ganhando muito mais do que um serviço de transporte.

Disponibilidade em todos os momentos

Ser capaz de solicitar um serviço a qualquer momento é bastante confortável, mas ter a possibilidade de receber assistência em caso de dúvidas ou incidentes, além de contar com equipamentos que monitoram o tráfego 24 horas por dia, é o ideal. Isso permite atenção oportuna a emergências, por exemplo.

5.

Cabify e a segurança durante suas viagens

De que forma a Cabify está comprometida com a segurança dos funcionários que, dia após dia, fazem viagens nas empresas? Por meio da redução de acidentes de trabalho relacionados ao transporte de funcionários.

A plataforma cria automaticamente um código unipessoal que o colaborador deve ativar. O sistema traça a rota percorrida pelo funcionário, para que haja um registro de que chegou ao destino, proporcionando segurança tanto para ele, quanto para a empresa.

Os e-mails e relatórios em tempo real permitem receber informações e detalhes sobre o trajeto dos colaboradores, podendo consultar reservas, viagens ativas e viagens realizadas. Assim, a partir da empresa, existe um monitoramento efetivo para manter as equipes e a gerência informadas.

A Cabify tem motoristas altamente qualificados. Aqueles que desejam se cadastrar em nosso aplicativo como motoristas devem passar por exames psicológicos e treinamentos e realizar testes do aplicativo.

Expondo o seu currículo, certificado de bons antecedentes atual, seguro de veículo obrigatório, padrão e carteira de motorista até a data determinada, a Cabify garante que você tenha uma comunidade de parceiros de condução que atendam a um alto padrão de qualidade.

O transporte com a Cabify economiza tempo para os colaboradores da empresa, otimizando o dia de trabalho, já que o motorista identifica as rotas ideais em tempo real, evitando que o funcionário perca tempo procurando estacionamento, entre outras situações que reduzam sua produtividade.

Dessa forma, o colaborador chega mais rápido ao seu destino, e pode usar o tempo da viagem para dedicar-se às suas responsabilidades.

Assim, os acidentes de trabalho são reduzidos, proporcionando transporte seguro aos funcionários, para que possam se deslocar para onde precisam enquanto estão trabalhando, seja para reuniões, movimentação da força de vendas, deslocamento de suporte técnico, eventos corporativos, entre outros.

Cabify Empresas

Todos os veículos Cabify têm três seguros em caso de acidentes, com o objetivo de garantir bem-estar e segurança:

  • o SOAP, ou seguro obrigatório para veículos motorizados que circulam no Chile, que abrange a cobertura de terceiros, tanto pedestres quanto ocupantes do veículo oposto;
  • seguro de assento ou passageiro, que cobre morte, incapacidade permanente e/ou temporária e despesas médicas;
  • seguro de responsabilidade civil, que abrange a responsabilidade civil extracontratual por danos materiais e/ou corporais causados ​​a terceiros decorrentes de sua atividade.

Nossa empresa se destaca por proporcionar uma experiência de viagem segura e confortável, baseada em um atendimento personalizado e com um carro condicionado para uma viagem impecável.

Nossos veículos têm, no máximo, sete anos de idade, contam com ar-condicionado e porta-malas grande, e a capacidade de assentos é de quatro passageiros. Os modelos de veículos Cabify para empresas são SUVs, como a Hyundai Santa Fe, a Chevrolet Captiva, a Chevrolet Orlando ou modelos similares.

A Cabify tem um serviço gratuito para resolver problemas por meio do aplicativo habilitado 24 horas por dia, no qual os usuários podem ser atendidos por e-mail e resolver seus problemas com facilidade e rapidez.

Ficou interessado em conhecer mais sobre nossas soluções para empresas? Entre em contato!

Comienza ahora

Completa el siguiente formularia y nos pondremos en contacto contigo para resolver cualquier pregunta que tengas.